Dom Pedro de Alcântara 1/2 – Menino imperador

Este vídeo aborda a infância do imperador dom Pedro II. Falaremos sobre a importância de sua figura, tanto na consolidação do império brasileiro, pois se precisava de um herdeiro do sexo masculino, como de sua manutenção após a abdicação de seu pai. Também trataremos do cuidado que se teve ao construir para ele uma imagem de monarca nacional oposta ao do pai. Por fim, apresentarei trechos de cartas trocadas no período, a fim de termos uma percepção um pouco mais acurada de quem eram essas pessoas. Talvez uma forma de humanizá-las.

Nascimento

  • Dom Pedro II nasceu em 2 de dezembro de 1825
  • Era fundamental a dom Pedro I apresentar um herdeiro do sexo masculino para o futuro do império
  • Perdeu a mãe com um ano
  • O pai foi para a Europa quando ele tinha cinco
  • Ficou completamente órfão aos nove anos

Aclamação

  • Logo que seu pai abdica ao trono, o jovem dom Pedro de Alcântara é aclamado como novo imperador
  • Manter a monarquia foi considerado o mais seguro pelas elites que ficaram no poder em 1831
  • José Bonifácio se torna tutor dos filhos de dom Pedro I
  • Em 1833 o marquês de Itanhaém se torna tutor das crianças

Imagem de sábio

  • A imagem do imperador, mesmo quando jovem, sempre será a de alguém mais maduro
  • Será um contraponto com a imagem do pai, mais jovial e inconsequente
  • Ele foi educado para ser o símbolo da civilização brasileira

Referências bibliográficas

  • Carvalho, José Murilo de. D. Pedro II. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
  • Del Priore, Mary. Condessa de Barral – a paixão do Imperador. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008.
  • Gomes, Laurentino. 1822: Como um homem sábio, uma princesa triste e um escocês louco por dinheiro ajudaram D. Pedro a criar o Brasil, um país que tinha tudo para dar errado. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010.
  • Schwarcz, Lilia Moritz. As barbas do imperador: D. Pedro II, um monarca nos trópicos. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

Imagens

1 comment for “Dom Pedro de Alcântara 1/2 – Menino imperador

Deixe uma resposta